A Sicília é uma grande ilha no sul da Itália famosa por suas lindas praias de mar cristalino, ótima comida e muita cultura, já que foi invadida por diversos povos ao longo dos séculos que buscavam uma base estratégica para entrar na Europa. O lugar perfeito para passar férias, especialmente entre nos meses de abril e outubro. Se você vai conhecer a Itália e deseja dar uma esticadinha até a Sicília aqui vou explicar as diversas formas de chegar na Sicília.

Avião

Poucos minutos antes de aterrizar no aeroporto de Palermo em Punta Raisi
Poucos minutos antes de aterrizar no aeroporto de Palermo em Punta Raisi

A maneira mais rápida de ir até a Sicília é voando. Os principais aeroportos ficam nas cidades de Palermo (Aeroporto Falcone Borsellino), Trapani (Aeroporto Vincenzo Florio) e Catania (Fontanarossa). Muitas vezes além de mais rápida é também a maneira mais barata porque os aeroportos sicilianos são servidos por diversas companhias de vôos low cost como Ryanair, Volotea, Easyjet e Vueling. Para quem prefere mais conforto a Alitalia pode ser uma opção, mas apenas para quem sai de Roma ou Milão ou você terá que fazer escala em Roma: nada prático porque os vôos dentro da Itália até a Sicília são bem rápidos, em geral duram entre 1-2 horas. Conselho: informe-se com antecedência sobre como ir do aeroporto até o seu destino porque dependendo da hora de chegada do seu vôo, a única forma de se deslocar é com o aluguel de um carro

Barco

Jogando cartas dentro do navio: do porto de Palermo até Civitavecchia em Roma
Jogando cartas dentro do navio: do porto de Palermo até Civitavecchia em Roma

A maneira mais charmosa de ir até a Sicília é de barco. Imagine subir em um grande navio, por exemplo no porto de Livorno (Toscana) em direção a Palermo e passar praticamente um dia inteiro navegando. Nesses barcos geralmente embarcam pessoas e veículos, só para dar uma idéia da dimensão. Já tive o prazer de fazer uma viagem dessas duas vezes e recomendo reservar uma cabine, para ter um lugar onde dormir. A alternativa mais barata é a poltrona, mas aí você tem que dormir como em avião: sentado! Alguns barcos possuem salas de cinema, mesinhas com poltronas com vista mar espalhadas pela embarcação e  área para tomar sol com chuveiros de água doce e outras atrações especiais. Você pode pesquisar preços e rotas aqui.

Trem

O trem dentro da balsa para atravessar o Estreito de Messina
O trem dentro da balsa para atravessar o Estreito de Messina

O trem é uma alternativa ao avião e barco, mas prepare-se porque a viagem é cansativa. Para quem vem do norte da Itália, até a cidade de Nápoles existem os trens de alta velocidade e você chega rapidinho. Depois em Nápoles geralmente você tem que trocar de trem para embarcar em um trem intercity, que vai parando em diversas cidades no meio do caminho em direção ao sul da Itália. Depois o trem sobe em uma balsa para continuar a viagem até sua estação final dentro da Sicília. Fiz uma vez a viagem saindo de Florença até Palermo com minhas filhas porque não tinha conseguido outras alternativas de viagem no período (era natal). Gente, a parte mais demorada da viagem foi o trecho de Messina a Palermo, parecia que não ia chegar nunca! Depois de atravessar o estreito de Messina em uma balsa, o trem passou quase uma hora parado na estação de Messina antes de continuar a viagem para Palermo e o trecho de Messina a Palermo dura mais de 3 horas e meia embora apenas 225 km separem as cidades. Talvez repetisse a aventura sem crianças… Pesquise preços e horários das passagens de trem.

Carro

Dica: pesquise preços de aluguel de carro na Itália aqui

Nunca tive coragem de sair da Toscana para ir de carro até a Sicília. A viagem é longa, embora conheça diversos italianos que tem o pique de sair inclusive de cidades mais ao norte como Milão ou Torino. Se você optar por ir de carro o ideal é ter alguém para revezar na direção com você. Hoje em dia com Google Maps dá para calcular distância, gastos em combustível e pedágio (não é exatamente baratíssimo). Eu particularmente amo a app do Tom Tom para iPhone porque me indica também os radares, afinal levar multa na Itália não é uma coisa muito legal. Quando você chegar no estreito de Messina terá que pegar uma balsa em Villa San Giovanni para ir até Messina, a travessia dura aproximadamente 20 minutos, mas geralmente tem fila e espera para embarcar. A grande vantagem de viajar com um carro é que você pode explorar a Sicília com total liberdade porque o transporte público na Sicília deixa a desejar…

Se você não gosta dirigir: alugue um carro para viagens com motorista que fala português!

E você, tem alguma experiência para compartilhar com a gente? Comente abaixo!

2 COMENTÁRIOS

  1. Olá Bárbara
    Achei ótimo teus comentários e resolvi ir de carro para a Sicilia. Porém as agências de turismo tem-me informado que só é possivel atravessar para a ilha carros manuais, não automáticos. Tens como me informar a respeito já que sou obrigada a dirigir carros automáticos?
    Caso negativo onde seria melhor ficar no sul da Itália?
    Obrigada
    Marilia L.Hermes

  2. Bom dia Marilia Ines,
    O ideal é que você se informe diretamente com a companhia de navegação da data desejada para saber se podem atravessar carros automáticos.
    Existem vários lugares lindos no sul da Italia, você me deu uma ótima ideia para um novo itinerario no site. 🙂
    Só por curiosidade: existem serviços de aluguel de carro com motorista que fala português para viagem. Geralmente os motoristas saem de Roma e as diárias partem de Euro 550,00 (para uma Mercedes Classe E com todos os custos do carro e motorista incluídos – do combustível aos pedágios e estacionamento). Você pode ver mais detalhes aqui: https://guias.brasilnaitalia.net/aluguel-carro-com-motorista/
    Boa viagem
    Barbara

Comments are closed.